ADMINISTRAÇÃO APOSTÓLICA

A HISTÓRIA

O Oratório São José é um Apostolado Externo da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney.

A Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney foi criada, “reconhecendo de direito sua peculiaridade”, “equiparada pelo direito às Dioceses imediatamente sujeitas à Santa Sé” pelo Decreto “Animarum bonum” do Papa São João Paulo II (18/01/2002), com sede em Campos dos Goytacazes-RJ. Foi criada a partir antiga União Sacerdotal São João Maria Vianney, um grupo de Padres da Diocese de Campos dos Goytacazes que conservou a Liturgia, a disciplina e os costumes antigos da Igreja. Por graça, foi-lhe concedida a faculdade de celebrar a Liturgia “conforme o Rito Romano e a disciplina litúrgica codificados pelo nosso predecessor São Pio V, com as adaptações introduzidas pelos seus sucessores até o Beato João XXIII” (Carta “Ecclesiae unitas” de São João Paulo II, 25/12/2001).

Ela foi erigida como uma circunscrição eclesiástica (= diocese) de caráter pessoal no território da Diocese de Campos. Possui um Administrador Apostólico que a governa em nome próprio, igualmente conta com Clero e Seminário próprios, Paróquias, Associações de Fiéis, Institutos de Vida Consagrada, Tribunal Eclesiástico, etc.

 A característica própria da Administração Apostólica São João Maria Vianney é o amor à Santa Missa conforme o Rito Romano antigo, bem como a celebração dos demais sacramentos segundo os livros litúrgicos em vigor em 1962, conforme lhe foi concedido por São João Paulo II no seu decreto de ereção canônica “Animarum bonum”.

Foi também concedido pela Santa Sé à Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney a “Autorização para o ministério da Administração Fora da diocese de Campos” sob a “competência ordinária de cada Bispo diocesano” (em 16/11/2002). Assim, além do território da Diocese de Campos, ao qual está circunscrita, a Administração Apostólica está presente em cerca de outras dozes dioceses, a pedido ou com a devida licença dos seus respectivos bispos, e aí assiste aos fiéis que desejam conservar este Rito tão venerável, em perfeita união com a Igreja universal e local. 

Nossa Administração Apostólica professa irrestrita fidelidade ao Santo Padre o Papa e procurar cultivar em todos os seus membros um grande amor, estima e veneração ao Vigário de Cristo. Nosso primeiro Administrador Apostólico foi Dom Licínio Rangel, falecido a 16 de dezembro de 2002. O atual Administrador Apostólico é Sua Exa. Dom Fernando Arêas Rifan.