ADMINISTRAÇÃO APOSTÓLICA

This is a repeating event

SANTOS ANDRÉ DE SOVERAL, AMBRÓSIO FRANCISCO FERRO E COMPANHEIROS

03outAll DaySANTOS ANDRÉ DE SOVERAL, AMBRÓSIO FRANCISCO FERRO E COMPANHEIROS

Event Details

ORDO

Na Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney: Santos André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro e Companheiros, Mártires: III classe, vermelho.

Ofício: ordinário (cf. título XI, n. 18) do Comum de vários Mártires. – Matinas com único noturno, Leituras 1ª e 2ª (=2ª+3ª) da Escritura ocorrente In diébus illis, 3ª Leitura do Comum (1ª do II noturno), Te Deum.

Missa: do Comum de vários Mártires, com Glória, sem Credo, Prefácio do Comum ou o dos Mártires. – Vésperas da festa. – Completas da féria.

Fora da Administração Apostólica: Santa Teresinha do Menino Jesus, Virgem, III classe, branco (R3-V3).

Ofício: ordinário. – Matinas com único noturno, Leituras 1ª e 2ª (=2ª+3ª) da Escritura ocorrente In diébus illis, 3ª Leitura da festa Terésia a Iesu Infánte, com Te Deum. – Vésperas da festa.

Missa: própria Veni de Libano, com Glória, sem Credo, Prefácio Comum.

Missa ad libitum (cf. título XLIII): – Santos André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro e Companheiros, Mártires (vermelho): do Comum de vários Mártires, com Glória, sem Credo, Prefácio do Comum ou o dos Mártires.


 

SANTA MISSA

Fora da Administração Apostólica:

DIA 3 DE OUTUBRO

SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS

Virgem


 

Na Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney:

DIA 3 DE OUTUBRO

SANTOS ANDRÉ DE SOVERAL, AMBRÓSIO FRANCISCO FERRO E COMPANHEIROS

Mártires

III classe, com Glória, sem Credo, paramentos vermelhos

INTRÓITO

(Ecl. 44, 15 e 14)

SAPIÉNTIAM Sanctórum narrent pópuli, et laudes eórum núntiet ecclésia: nomina autem eórum vivent in sǽculum sǽculi. Ps. 32, 1 Exsultáte, justi, in Dómino: rectos decet collaudátio. Gloria Patri.

QUE os povos publiquem a sabedoria dos Santos e que a Igreja celebre os seus louvores: o seu nome permanecerá para sempre! Sl. 32, 1 Ó justos, rejubilai no Senhor: é àqueles que possuem o coração reto que pertence louvar o Senhor. Glória ao Pai.

COLETA

ADÉSTO, Dómine, supplicatiónibus nostris, quas in sanctórum Mártyrum Andréae, Ambrósii eorúmque Sociórum solemnitáte deférimus: et praesta; ut précibus ac méritis ipsórum adiúti, fídei constántam subsequámur. Per Dóminum.

Atendei, ó Senhor, às nossas súplicas que vos oferecemos na solenidade dos Santos Mártires André, Ambrósio e seus Companheiros: e concedei que, ajudados por suas preces e méritos, sigamos constantes na fé. Por Nosso Senhor.

EPÍSTOLA

(Sb. 5, 16-20)

Léctio libri Sapiéntiæ.

JUSTI autem in perpétuum vivent, et apud Dóminum est merces eórum, et cogitátio illórum apud Altíssimum. Ideo accípient regnum decóris, et diadéma speciéi de manu Dómini: quóniam déxtera sua teget eos, et bráchio sancto suo deféndet illos. Accípiet armatúram zelus illíus, et armábit creatúram ad ultiónem inimicórum. Induet pro thoráce justítiam, et accípiet pro gálea judícium certum. Sumet scutum inexpugnábile æquitátem.

Leitura do livro da Sabedoria.

OS justos viverão eternamente e alcançarão recompensa junto do Senhor, pois o Altíssimo cuidará deles. Eis porque receberão das mãos do Senhor um reino de glória e um diadema brilhante! O Senhor protegê-los-á com sua destra, cobrindo-os com seu divino braço, que será como um escudo. Seu zelo o levará a tomar a armadura e a armar as criaturas para se vingar dos seus inimigos. Envergará a justiça como couraça e a integridade do juízo como capacete; e revestir-se-á com a equidade como escudo inexpugnável.

GRADUAL

(Sl. 123,7-8)

ANIMA nostra, sicut passer, erépta est de láqueo venántium. V. Láqueus contrítus est, et nos liberáti sumus: adjutórium nostrum in nómine Dómini, qui fecit cœlum et terram.

A NOSSA alma escapou, como um pássaro, do laço dos caçadores! V. O laço quebrou-se, e ficámos livres. O nosso auxílio está no nome do Senhor, que criou o céu e a terra.

ALELUIA

(Sl. 67, 4)

ALLELÚJA, alielúja. V. Justi epuléntur, et exsúltent in conspéctu Dei: et delecténtur in lætítia. Allelúja.

ALELUIA, aleluia. V. Que os justos se regozijem e exultem de alegria na presença de Deus, como em um banquete. Que eles se deliciem em transportes de alegria. Aleluia.

 EVANGELHO

(Lc. 6, 17-23)

Sequéntia sancti Evangélii secúndum Lucam.

In illo témpore: Descéndens Jesus de monte, stetit in loco campéstri, et turba discipulórum ejus, et multitúdo copiósa plebis ab omni Judǽa, et Jerúsalem, et marítima, et Tyri, et Sidónis, qui vénerant, ut audírení eum et sanaréntur a languóribus suis. Et, qui vexabántur a spirítibus immúndis, curabántur. Et omnis turba quærébat eum tangere: quia virtus de illo exíbat, et sanábat omnes. Et ipse, elevátis óculis in discípulos suos, dicebat: Beáti, páuperes: quia vestrum est regnum Dei. Beáti, qui nunc esurítis: quia saturabímini. Beáti, qui nunc fletis: quia ridébitis. Beáti eritis, cum vos óderint hómines, et cum separáverint vos et exprobráveriní, et ejécerint nomen vestrum tamquam malum, propter Fílium hóminis. Gaudéte in illa die et exsultáte: ecce enim, merces vestra multa est in cœlo.

 

Continuação do santo Evangelho segundo São Lucas.

Naquele tempo, descendo Jesus da montanha, parou em uma planície com a multidão dos seus discípulos e grande multidão de povo de toda a Judeia, de Jerusalém, das margens do mar, de Tiro e de Sidonia, que tinha vindo para ouvi-l’O e ser curado de suas enfermidades. E os que estavam possessos de espíritos imundos ficavam sãos. Toda a multidão procurava tocá-l’O, porque saía d’Ele uma virtude que curava a todos. Levantando, então, Jesus os olhos para os seus discípulos, disse: “Bem-aventurados vós, pobres, porque o reino dos céus é vosso; bem-aventurados vós, famintos, porque sereis fartos; bem-aventurados vós, que agora chorais, porque depois rireis; bem-aventurados vós, quando sois odiados e injuriados e quando os homens se aborrecem e rejeitam o vosso nome, como se fora mau, por causa do Filho do homem. Alegrai-vos e rejubilai, pois uma grande recompensa vos está reservada no céu”.

OFERTÓRIO

(Sl. 149, 5-6)

EXSULTÁBUNT Sancti in glória, lætabúntur in cubílibus suis: exaltatiónes Dei in fáucibus eórum, allelúja.

OS Santos exultarão de alegria na sua glória e deliciar-se-ão de alegria no lugar do seu repouso. Ressoarão em seus lábios louvores a Deus.

SECRETA

MÚNERA tibi, Dómine, nostræ devotiónis offérimus: quæ et pro tuórum tibi grata sint honóre Justórum, et nobis salutária, te miseránte, reddántur. Per Dóminum.

VOS oferecemos, Senhor, estes dons da nossa devoção; e, em atenção aos merecimentos dos vossos justos, dignai-Vos aceitá-los, e pela vossa misericórdia fazei que nos sejam salutares. Por Nosso Senhor.

Prefácio Comum ou Prefácio dos Mártires.

COMUNHÃO

(Lc. 12, 4)

DICO autem vobis amícis meis: Ne terreámini ab his, qui vos persequúntur.

DIGO-VOS, pois, a vós, que sois meus amigos: não tenhais medo daqueles que vos perseguem.

PÓSCOMUNHÃO

PRÆSTA nobis, quǽsumus, Dómine: intercedéntibus sanctis Martýribus tuis Andréa, Ambrósio eorúmque Sociis; ut, quod ore contíngimus, pura mente capiámus. Per Dóminum.

SENHOR, por intercessão dos vossos santos Mártires André, Ambrósio e seus Companheiros, dignai-Vos conceder-nos a graça de guardarmos com o coração sempre puro o que a nossa boca agora recebeu. Por Nosso Senhor.

 

 

more

Time

All Day (Terça-feira)